O grupo afirma que a violação de dados ocorreu no DFA

O grupo afirma que a violação de dados ocorreu no DFA

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Alguns utilizadores de telemóveis são avisados ​​de uma potencial violação de privacidade quando registam os seus cartões SIM. —foto de arquivo de Richard A. Reyes

MANILA, Filipinas – O grupo de segurança cibernética Deep Web Konek disse que uma violação envolvendo o Departamento de Relações Exteriores (DFA) ocorreu na quarta-feira.

Em um tweet, Deep Web Konek disse: “Detalhes detalhados do e-mail [is] agora está à venda online” após o suposto incidente.

“O autor da ameaça, conhecido como “chengyi”, é supostamente quem cometeu o crime. Atualmente não se sabe se os dados incluem um e-mail ou muitos”, disse o grupo.

“A equipe da Deep Web Konek, em suas investigações iniciais, descobriu que a amostra fornecida continha documentos importantes e estava marcada como confidencial”, acrescentou.

O grupo de segurança cibernética não forneceu mais detalhes sobre a suspeita de violação.

LEIA: DFA investiga novo vazamento de dados

Noutra mensagem aos jornalistas, a DFA disse ter recebido relatos de uma alegada violação de dados, mas não conseguiu confirmar se esta realmente ocorreu. Houve também uma dúvida sobre a extensão do suposto crime.

“A DFA recebeu relatos de dados supostamente vendidos on-line. O Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação está investigando o assunto”, disse a porta-voz das Relações Exteriores, Teresita Daza.

Nenhum detalhe adicional foi fornecido pela DFA sobre o embarque.


Não foi possível salvar seu registro. Por favor, tente novamente.


Seu registro foi realizado com sucesso.



Fonte

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here